We’ve expanded well beyond our flagship technology research to provide senior leaders

Featured Insights

Contact Us

Você sabe o que é uma Fintech?

Entenda melhor o modelo de empresa que vem transformando o mercado financeiro!

10 de janeiro de 2022
Homem sentado em um escritório, olhando para a tela do notebook.

Você já deve ter ouvido falar em fintechs, certo? Mas, de fato, o que é uma fintech? E por que esse modelo foi tão importante para a evolução do mercado financeiro e de pagamentos nos últimos anos?

Neste artigo, vamos responder a essas e outras principais dúvidas sobre o tema! Continue a leitura para saber:

  • O que é uma fintech;

  • Principais dados sobre fintechs;

  • Porque as fintechs conquistaram espaço tão rapidamente;

  • Tipos de fintechs.

O termo fintech vem da junção das palavras “financial” + “technology” (financeiro e tecnologia, em inglês).

Ou seja, muito mais do que negócios do setor financeiro, essas são empresas de tecnologia, que possuem todo seu modelo e processos baseados em ferramentas tecnológicas. Por este motivo, são também organizações altamente inovadoras e que conseguem otimizar suas operações em toda a jornada do cliente. 

Para entender melhor, veja as principais diferenças entre fintechs e instituições financeiras tradicionais: 

Instituições Financeiras Tradicionais

  • Apesar de o número de agências físicas estar diminuindo, as grandes instituições financeiras ainda têm unidades espalhadas pelo Brasil.
  • Necessitam de grande estrutura de pessoal para gerenciar todos os processos envolvidos na jornada do cliente. 
  • Vêm investindo nos últimos anos para digitalizar os processos já existentes e para lançar novos produtos digitais.

Fintechs

  • Não possuem agências ou atendimento presencial ao público – todo o relacionamento se dá por canais online, inclusive a adesão ao serviço. 
  • Têm estruturas enxutas, utilizam modelos de gestão menos hierarquizados e apostam em tecnologia no atendimento ao público. 
  • Já nasceram digitais, com soluções e processos idealizados para esses canais.

O sucesso em números: dados sobre fintechs no Brasil

Pela comparação acima, já fica fácil entender que as fintechs chegaram para simplificar nossa experiência com soluções financeiras, né?

E, se puxarmos na memória, conseguimos também perceber o quanto elas passaram a impactar nossa vida nesses últimos anos. A possibilidade de abrir uma conta digital em poucos cliques, o aplicativo que organiza nossa gestão financeira, a plataforma de investimentos que centraliza toda nossa carteira… Você já usou algum desses serviços?

Então faz parte do sucesso desse mercado, que se traduz em números como os abaixo:

  • Hoje o Brasil tem pelo menos 876 negócios que se enquadram nessa categoria (Distrito);

  • Em 2020, foram 1,9 bilhões de dólares captados em rodadas de investimentos pelas fintechs brasileiras (Distrito);

  • Em 2019, 55% da população utilizava serviços de fintechs (MindMiners).

Tipos de fintechs

Dentre as mais de 800 fintechs, existem, é claro, empresas com diferentes focos dentro dessa classificação. Veja abaixo alguns tipos de fintechs mais comuns:

Então faz parte do sucesso desse mercado, que se traduz em números como os abaixo:

  • Bancos digitais;

  • Plataformas de investimento;

  • Aplicativos para gestão financeira;

  • Escritórios de contabilidade online;

  • Fintechs de crédito;

  • Soluções de adquirência (maquininhas).

Por que as fintechs conquistaram espaço tão rapidamente no mercado?

O que vem guiando números tão expressivos de crescimento das fintechs? A resposta está em alguns atributos dessas empresas que tornam suas soluções altamente competitivas!

Tarifas mais baixas

Já citamos que as estruturas das fintechs são muito menores do que das instituições financeiras tradicionais e que isso se dá pelo perfil digital de suas soluções e de seu relacionamento com os clientes.

A grande vantagem é que isso leva também a uma redução de taxas e tarifas significativa!

Como exemplo, nos últimos anos, passamos a ver cada vez mais opções de contas digitais sem mensalidade e sem tarifas para transações como TED, DOC e, mais recentemente, Pix. 

Simplicidade em toda jornada

Fintechs nos provam que serviços financeiros não precisam ser burocráticos ou difíceis de usar!

Com apoio da tecnologia, é possível manter a segurança das operações e, ao mesmo tempo, prover uma experiência muito mais agradável na contratação e na utilização dos serviços.

Barreiras mais baixas para adesão

Soluções financeiras oferecidas por fintechs vêm cumprindo um papel fundamental na inclusão financeira!

Por suas barreiras mais baixas para adesão – tanto em relação a custos quanto nos requisitos exigidos -, uma parcela significativa da população pode passar a utilizar serviços de fintechs. Inclusive indo além de simplesmente depositar ou sacar valores, mas tendo acesso a crédito, seguros e investimentos, por exemplo.

Soluções financeiras personalizadas ou de nicho

Fintechs também ganharam espaço no mercado ao apostar em nichos de mercado com demandas muito específicas como foco de suas soluções. Hoje, temos serviços voltados para pequenas empresas, para profissionais de determinadas profissões, para grupos de afinidade, para segmentos de mercado, entre outros.

Soluções inovadoras

Outro motivo pelo qual as fintechs conquistaram espaço de forma tão impressionante é a característica inovadora das suas soluções. Isso tanto do ponto de vista tecnológico (como o uso de Inteligência Artificial, por exemplo), quanto por novas abordagens para resolver algum problema que já existia.

Marketing atrativo

Por fim, não dá para deixar de citar os esforços de marketing, que posicionam as fintechs como empresas mais próximas, dinâmicas e atrativas para os usuários de serviços financeiros.

Conheça a Mooz, fintech do Grupo Boticário!

Nós também somos uma fintech! Nascemos dentro do grupo Boticário para resolver os principais desafios financeiros da nossa cadeia (franqueados, revendedores e parceiros) e hoje atuamos com soluções para otimizar jornadas no varejo.

Compartilhe em suas Redes Sociais: